Em 2018, todos na luta contra a retirada de direitos. Todos em defesa do SITSESP


    GT da Pedagogia se reúne para discutirem as demandas da categoria
    Autor: SITSESP
    14/01/2018



    No sábado, (13/01) na sede a direção do SITSESP, a direção do SITSESP se reuniu com trabalhadores do GT da pedagogia, para discutirem as demandas que permeiam a categoria. Participaram da reunião o presidente do Sitsesp Aldo Damião e os diretores Jessita, Luizao e Jusimar e os agentes educacionais: Iure(CASA Osasco 1),Diego(CASA João do pulo/Vila Maria), Simone(CASA Ferraz), Flavio(CASA Feminina de Taipas, Nilson(Franco da Rocha), Raquel (Tapajos),as pedagogas:Debora(CASA Juquia/Bras) e Jessita(CASA Nova Aroeira/Raposo Tavares) e Nina Dumont(prof. de ed.fisica).

    A reunião teve inicio com o histórico de lutas dos últimos anos (2014, 2015, 2016 e 2017) No ano de 2014 agentes educacionais e os analistas técnicos conquistaram equiparação salarial. No ano de 2017 teve abertura de um canal de comunicação junto a Fundação CASA, na qual discutiram-se  as reivindicações e demandas, que entre elas estavam inclusas as 30 horas, formação,recursos materiais,etc.

    Outro ponto discutido na reunião realizada na sede do sindicato foi sobre a importância da participação do coletivo nas discussões nas redes sociais e, principalmente em reuniões presenciais, sejam elas em assembleias e em outras ações do setor e da categoria em geral.

    É necessário que a categoria busque a unidade na luta com todos os cargos, pois o setor pedagógico está sobrecarregado devido várias demandas e está adoecendo.

    Os coordenadores do GT enfatizaram que a organicidade do grupo o torna aberto a todos que queiram desenvolver alguma ação, mas que tenha o compromisso de fazer, afim de fortalecer o coletivo seja na capital, interior ou litoral.

    Outro ponto de pauta girou em torno da reunião que ocorreu em dezembro com o Diretor Técnico Adilson e com a Superintendente Pedagógica Marisa Fortunato, que ouviram nossas reivindicações e demandas, principalmente em relação as 30 horas semanais sem redução de salário, deixando pré agendado uma nova reunião  provavelmente em Fevereiro.

    Os servidores presentes contribuíram através de pontos de vista, sugestões e debates. E ao final da reunião foi tirado os seguintes encaminhamentos:

    • Através da comissão Bipartite estudar o adoecimento e afastamentos dos servidores do setor;
    • Fazer levantamento do número de filiados do setor (Jessita/dirigente do SITSESP);
    • Todas sextas feiras utilizar roupa ou acessórios vermelhos nas unidades e tirar fotos com cartazes e faixas a serem postados nas redes sociais exigindo as 30 horas e melhorias no setor;
    • Fazer uso constante(publicar,comentar e discutir essas ações reiteradas) para fortalecimento;
    • Utilizar os espaços na Alesp, através do colégio de lideres e Tv Assembleia.
    Próxima reunião do GT em fevereiro com data a definir.