Em 2019, todos na luta contra a retirada de direitos. Todos em defesa do SITSESP


    Audiência do Scanner 12/12
    Autor: SITSESP
    12/12/2019



    Hoje (12/12), no Ministério Público do Trabalho aconteceu mais uma audiência sobre os scanners. Já no inicio da audiência a Fundação CASA alegou que não teve como juntar os documentos solicitados, já que não teve acesso total aos autos. Para não restar qualquer dúvida o procurador do trabalho Patrick Maia Merísio ressaltou todos os documentos necessários para dar andamento ao processo.

    E ainda a Fundação negou qualquer pratica irregular no manuseio ou de colocar em risco a saúde do trabalhador.

    Foi então concedido a Fundação CASA o prazo até o dia 21 de janeiro para juntada de documentos

    O SISTSESP a explanação da Fundação CASA ponderou que a comunicação de exposição deve estar clara para o trabalhador. O sindicato questionou em audiência sobre todos os ofícios encaminhados ao Setor de Medicina do Trabalho sobre a constante exposição dos trabalhadores, primordialmente as grávidas e aqueles que têm tratamentos radioterapêuticos. No que a Fundação não soube responder.

    E ainda questionou que os scanners seriam para os familiares dos adolescentes e não para os trabalhadores. A Fundação Alegou que o scanner evita revista vexatória. O sindicato defendeu que haja o bloqueio imediato deste tipo de revista.

    Outra audiência foi designada para o dia 06 de fevereiro de 2020, às 10hs

     

    Leia na integra ata da audiência aqui.