Em 2019, todos na luta contra a retirada de direitos. Todos em defesa do SITSESP


    Comunicado da GESTÃO SINDICAL eleita democraticamente no pleito de agosto de 2019 para assumir o SITSESP
    Autor: SITSESP
    14/04/2020



    No dia 13/04/2020, deveria ter sido cumprida a ordem judicial que daria posse a Chapa 2 no pleito de agosto de 2019. Infelizmente, a chapa 1 que se alto declarou diretoria, não compareceu para dar a posse de direito. Sua “executiva” contrariando seus próprios vídeos que divulgaram nesse período, o intitulado presidente Neemias, não esteve presente.

    Ficou, então, acertada a transmissão de posse do imóvel nesta data.

    Há de ressaltar que, a gestão eleita em agosto de 2019 (Chapa 2), não teve acesso aos documentos contábeis, jurídicos, financeiros e patrimoniais

    Foram feitas várias tentativas de acionar o Sr. Neemias e outros componentes dessa gestão provisória e em nenhum momento fomos atendidos para fazer uma transição democrática. Encontramos a sede do sindicato sucateada conforme constatado por fotos dos servidores  que estiveram presentes.

    Em contato telefônico com o “presidente” Neemias, feito por um integrante da diretoria eleita, o mesmo nos informou que, os carros do sindicato e o carro que está em sua posse, não faz parte do patrimônio do SITSESP, porém específica que, o carro é patrimônio do SITRAEMFA e não poderão repassar para esta gestão, pois a pessoa responsável encontra-se afastada por conta da Pandemia.

    O “presidente” Neemias também alegou que deveremos procurar o juiz que nos deu a posse e pedir em juízo tudo que for necessário. 

    Observem que o juiz deu 20 dias para que a gestão que estava à frente do sindicato realizasse  a TRANSIÇÃO e usando de má fé, não o fizeram.

    Vemos que houve uma omissão total desta gestão para com a chapa 2  que toma posse nesse dia, com isso, teremos que nos desdobrar para buscar os documentos necessários que dão encaminhamentos nos trabalhos da entidade sindical.

    Vimos que a diretoria intitulada eleita no final dezembro 2019, nada mais foi que, uma farsa para continuar a confraria da gestão anterior, para detrimento e prejuízos dos servidores.

     

    Gestão Reconstrução e Luta